Quarta-feira, 30 de Julho de 2008

É de ficar com os cabelos em pé

Apanhei o autocarro do costume e à mesma hora do costume, mas o motorista do costume não disse o que costumava dizer quando chegava ao sítio do costume, ou seja, deveria ter dito algo do tipo: Padrão, Loureiro e Santo António fazem o favor de trocar de autocarro.
Bem que achei estranho o homenzinho que tem cara de enjoado não ter dito nada disto, mas deixei-me estar até ver onde aquilo iria parar e parou, sim parou, na última paragem!
Mau… e então?! E a ligação não há?!
Achei aquilo muito estranho e fui fazer uma visitinha ao senhor de lá da frente:
 
_ Desculpe, mas este autocarro não costumava fazer ligação com o que ia para Santo António?!
_ Costumava fazer e faz.
_ Há que giro… e então onde está a ligação?! É que eu queria ir para Santo António.
_ Então deveria ter saído lá atrás.
_ Pois devia, devia, mas o senhor também deveria ter parado e ter dito que era para trocar como sempre faz e hoje não fez!
_ Só não o fiz porque não havia ninguém para Santo António.
_ Há pois, não havia ninguém… e então e eu?! Hum?! Como faço?! É que por sua causa já perdi o outro autocarro…
_ Menina, desculpe lá mas vai ter de sair aqui…
 
Ai o caraças, mas está a gozar com a minha cara é?! Estou cá com uma vontade de te espancar que nem imaginas… meu grande camelo do caraças! – pensei.
Lá saí do autocarro, mas antes de sair ainda lhe disse com todas as letras Vou fazer queixa de si à empresae vou mesmo!
Como é que ele podia ter a certeza que não existia ninguém naquele autocarro para ir para Santo António hum?! Há pois, tanto sabia que deu neste lindo serviço!
Decididamente a sexta-feira foi um péssimo dia.
Foi a minha mãe que acordou zangada com tudo e com todos…
Era eu que ia caindo à entrada do Modelo…
Humpuft…
Mas isto?!
Aiiiiiiiiiiii…
Isto é de ficar com os cabelos em pé…
 
 
sinto-me: AINDA com os cabelos em pé
publicado por Sol de Inverno às 11:15
link do post | comentar | favorito
Sábado, 4 de Agosto de 2007

Vida

Imagem retirada da Internet

 

“Já perdoei erros quase imperdoáveis
Tentei substituir pessoas insubstituíveis
E esquecer pessoas inesquecíveis
Já fiz coisas por impulso
Já me decepcionei com pessoas que pensei nunca decepcionar-me…
Mas também decepcionei alguém
Já abracei para proteger…
Já dei risadas quando não podia…
Fiz amigos eternos…
Amei e fui amada
Mas já fui rejeitada…
Fui amada e não amei…
Já gritei e pulei de tanta felicidade
Já vivi de amor e fiz juras eternas, “quebrei a cara” muitas vezes…
Já chorei ouvindo música e vendo fotos…
Já liguei só para escutar uma voz…
Apaixonei-me por um sorriso…
Já pensei que fosse morrer de tanta saudade e tive medo de perder alguém (e acabei perdendo) …
Mas vivi e ainda vivo!
Não passo pela vida e tu também não deverias passar!
Vive! O bom mesmo é ir à luta com determinação!
Abraçar a vida e viver com paixão!
Perder com classe
E vencer com ousadia!
Porque o mundo pertence a quem se atreve e a vida é muito para ser insignificante!”
 
 
Charlie Chaplin*
 
*mas com algumas alterações.
publicado por Sol de Inverno às 11:36
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

>mais sobre mim

>pesquisar

 

>Julho 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
31

>posts recentes

> É de ficar com os cabelos...

> Vida

> Mocassins

>arquivos

> Julho 2008

> Março 2008

> Janeiro 2008

> Setembro 2007

> Agosto 2007

> Julho 2007

>tags

> todas as tags

>links

blogs SAPO

>subscrever feeds